Áustria busca ampliar cooperação científica com São Paulo

Áustria busca ampliar cooperação científica com São Paulo

Celso Lafer, ex-presidente da FAPESP, Irene Giner-Reichl, embaixadora da Áustria no Brasil, e José Goldemberg, presidente da Fundação (foto: Felipe Maeda / FAPESP)

O governo da Áustria tem interesse em ampliar a colaboração científica com pesquisadores ligados a instituições de ensino e pesquisa em São Paulo por meio de acordos de cooperação com a FAPESP. 

Irene Giner-Reichl, embaixadora da Áustria no Brasil, e o Cônsul Geral em São Paulo, Klaus Hofstadler, manifestaram essa intenção ao presidente da Fundação, José Goldemberg, em visita à FAPESP em 20 de setembro. A reunião contou a presença do Prof. Celso Lafer, ex-presidente da FAPESP. 

Entre as medidas previstas está a assinatura de novos acordos com instituições de pesquisa daquele país para aumentar o intercâmbio entre pesquisadores nos dois países voltado para a concepção de projetos conjuntos.

Em agosto passado, a Fundação assinou seu primeiro acordo com uma instituição daquele país, o International Institute for Applied Systems Analysis (IIASA), localizado em Laxemburgo, cidade próxima a Viena, com foco em áreas como energia, qualidade do ar e gases de efeito estufa e gerenciamento de serviços ecossistêmicos. 

Outro item na pauta do encontro foi a identificação de empresas austríacas representadas no Brasil interessadas em desenvolver projetos em cooperação sobre temas de interesse comum, com apoio compartilhado no âmbito do Programa Pesquisa em Parceria para Inovação Tecnológica (PITE), voltado para produtos e processos produtivos de alto conteúdo tecnológico.