Boas Práticas Científicas

Processo 16/160

Pesquisadores denunciados: Marcelo B.S. Flores; Maria Fernanda A. Fernandes; Eduardo R. Ropelle; Marcel C. Faria; Mirian Ueno; Lício A. Velloso; Mario J.A. Saad; José B.C. Carvalheira.

Instituição: Universidade Estadual de Campinas

Em maio de 2016, a FAPESP tomou conhecimento de que a Universidade Estadual de Campinas/UNICAMP havia investigado alegação de má conduta científica (duplicação e manipulação de imagens) que teria sido praticada pelos autores do artigo abaixo mencionado, resultante de pesquisa apoiada pela FAPESP e realizada na UNICAMP. Em abril de 2016, o artigo foi retratado pelo periódico em que foi publicado.

Marcelo B.S. Flores, Maria Fernanda A. Fernandes, Eduardo R. Ropelle, Marcel C. Faria, Mirian Ueno, Lício A. Velloso, Mario J.A. Saad, José B.C. Carvalheira, “Exercise Improves Insulin and Leptin Sensitivity in Hypothalamus of Wistar Rats”, Diabetes 55 (2006), 2554-2561.

A UNICAMP encaminhou à FAPESP o Relatório Final da Comissão de Sindicância constituída pela Reitoria da instituição para a apuração da referida alegação, relatório datado de 11 de abril de 2015. O teor desse relatório revela que a investigação foi realizada de maneira justa e rigorosa, respeitados os direitos de defesa e presunção de inocência dos denunciados.

Segundo o relatório, em seus depoimentos à Comissão, o primeiro autor, Dr. Marcelo Flores, e o autor correspondente do artigo em causa, Dr. José Carvalheira, reconheceram a duplicação de imagens em cinco figuras nesse artigo. A Comissão concluiu não haver evidências de os erros terem sido intencionais, mas identificou “falta de zelo ou negligência nos registros do laboratório” em que foram realizadas as pesquisas que resultaram no artigo, sugerindo que fosse aplicada ao Dr. Carvalheira a punição de advertência.

Em 24 de março de 2017, a FAPESP encaminhou aos denunciados cópia do relatório da Comissão, para ciência e eventual manifestação. Em 2 de maio de 2017, o Dr. Carvalheira manifestou-se, reafirmando não ter ocorrido má conduta científica.

Em 11 de julho de 2019, após analisar todas as peças do processo, com base nas conclusões da investigação realizada pela instituição, a FAPESP declarou terem ocorrido erros na utilização de imagens no artigo em causa, mas não haver evidências de que tenham sido erros intencionais. Por outro lado, declarou que há evidências de ter havido descuido nos processos de registro de dados e de revisão do manuscrito enviado à publicação, sob a responsabilidade última do autor correspondente.

A FAPESP observou que outros dois artigos do mesmo autor correspondente foram objetos de processos de investigação por razões similares, processos que chegaram à conclusão de que erros na utilização de imagens nos artigos em causa foram, ou podem ter sido, cometidos, em virtude da mesma espécie de descuido. São os seguintes.

Eduardo R. Ropelle, José R. Pauli, Maria Fernanda A. Fernandes, Silvana A. Rocco, Rodrigo M. Marin, Joseane Morari, Kellen K. Souza, Marília M. Dias, Maria C. Gomes Marcondes, José A. R. Gontijo, Kleber G. Franchini, Lício A. Velloso, Mario J. A. Saad, José B. C. Carvalheira, “A Central Role for Neuronal AMP-Activated Protein Kinase (AMPK) and Mammalian Target of Rapamycin (mTOR) in High-Protein Diet-Induced Weight Loss”, Diabetes 57 (2008), 594-605. (Processo Administrativo FAPESP 16/157).

Marcelo B.S. Flores, Guilherme Z. Rocha, Danilo M. Damas Souza, Felipe Osório Costa, Marília M. Dias, Eduardo R. Ropelle, Juliana A. Camargo, Rita B. de Carvalho, Hernandes F. Carvalho, Mario J. A. Saad, José B. C. Carvalheira, “Obesity-Induced Increase in Tumor Necrosis Factor-α Leads to Development of Colon Cancer in Mice”, Gastroenterology 143 (2012), 741-753. (Processo Administrativo FAPESP 16/192).

Levando em consideração o número e a recorrência dos erros constatados, a FAPESP advertiu o autor correspondente dos artigos pelas deficiências evidenciadas no processo de supervisão das pesquisas sob sua responsabilidade e preparação de trabalhos científicos delas resultantes.

Em 13 de agosto de 2019, a FAPESP encaminhou aos denunciados cópia de sua Declaração Decisória, para ciência e eventual manifestação, no prazo de 30 (trinta) dias.

Em mensagem eletrônica datada de 30 de agosto de 2019, o Dr. Mario Saad, coautor do artigo em causa, afirmou que não foi praticada má conduta intencional e manifestou sua intenção de republicar, com correções, o artigo em causa.

Data de publicação no site da FAPESP: 11/10/2019.

[manter na página por 12 meses desde a data da publicação]


Página atualizada em 11/10/2019 - Publicada em 11/10/2019