English version

CINAPCE-FAPESP

CINAPCE-FAPESP

Concessões nesse programa (Biblioteca Virtual FAPESP)

Site do Programa CInAPCe: www.cinapce.org.br

O objetivo do programa Cooperação Interinstitucional de Apoio a Pesquisas sobre o Cérebro (CInAPCe) da FAPESP é promover o desenvolvimento de pesquisas em neurociências e formar uma rede de cooperação entre diversos grupos de pesquisa no Estado de São Paulo, de forma a constituir um instituto virtual dedicado ao estudo do sistema nervoso.

O Programa teve origem na necessidade de abordar um problema biológico extremamente relevante e complexo como o estudo da dinâmica cerebral, combinando as habilidades científicas de grupos de pesquisa com experiências distintas e complementares, de forma a se criar um ambiente científico multidisciplinar. A complexidade inerente à atividade cerebral requer que a pesquisa nessa área cubra um amplo espectro de atividades, utilizando desde técnicas recentemente desenvolvidas pela genética molecular até sofisticados métodos para mapeamento funcional do cérebro.

A questão biológica central de investigação do Programa são os mecanismos básicos que levam à epilepsia e às desordens a ela associadas. O principal foco do CInAPCe é o desenvolvimento de novos métodos e técnicas que permitam avançar no entendimento desses mecanismos, visando a aprimorar o diagnóstico, prevenção e o tratamento de desordens epilépticas.

A escolha da epilepsia como foco de estudo deve-se à sua importância como problema médico e psicossocial e à existência de um número expressivo de diferentes grupos de pesquisa no país e no Estado de São Paulo com competência na área. Trata-se, pois, de uma iniciativa para integrar o Brasil nos grandes movimentos internacionais para tratamento da condição neurológica.

Estrutura do CInAPCe

O Programa se estrutura por meio de centros de pesquisa principais (MRC) e de laboratórios associados (AL). Os centros estão localizados na Universidade de São Paulo (USP), campi de Ribeirão Preto, São Carlos e São Paulo; Universidade Federal de São Paulo (Unifesp); Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e Instituto Israelita de Ensino e Pesquisa, vinculado ao Hospital Albert Einsten. O centro da USP em São Carlos realiza estudos em modelos animais; os demais realizam estudos em humanos.

A seleção dos centros foi feita por meio de um único edital, lançado pela FAPESP em 2004. A tecnologia central escolhida foi a ressonância magnética de alto campo.

Os MRCs devem não apenas conduzir pequisas científicas fundamentais em vários campos do conhecimento, mas desenvolver novos métodos para processar e analisar imagens de ressonância magnética. Os MRCs também têm um importante papel na definição e promoção de programas para o treinamento multiinstitucional de estudantes e pesquisadores. Aspectos assistenciais de saúde, metodologias de diagnóstico, técnicas de abordagem terapêutica e formas de apoio psicológico e social são contemplados pelo Programa.

O CInAPCe também visa à divulgação de suas pesquisas relacionadas às neurociências e à epilepsia, com o objetivo de informar a sociedade sobre o desenvolvimento e os resultados obtidos pelo Programa, de relevância científica, tecnológica e social.