Bolsa de PD em Neuroanatomia

Post-doctoral Fellowship in Neuroanatomy

Nº: 2448

Área de conhecimento: Biologia Geral

Field of knowledge: General biology

Nº do processo FAPESP: 2017/12881-2

FAPESP process: 2017/12881-2

Título do projeto: Sistemas Neurais para Avaliação de Risco, um biomarcador para ansiedade.

Project title: Neural Systems for Risk Assessment, a Biomarker for Anxiety

Área de atuação: Neuroanatomia

Working area: Neuroanatomy

Quantidade de vagas: 1

Number of places: 1

Pesquisador principal: Dixie Caroline Blanchard

Principal investigator: Dixie Caroline Blanchard

Unidade/Instituição: Instituto de Ciências Biomédicas - USP

Unit/Instituition: Instituto de Ciências Biomédicas - USP

Data limite para inscrições: 30/11/2018

Deadline for submissions: 2018-11-30

Publicado em: 15/10/2018

Publishing date: 2018-10-15

Localização: Av. Prof Lineu Prestes, 2415, sala 112, São Paulo

Locale: Av. Prof Lineu Prestes, 2415, sala 112, São Paulo

E-mail para inscrições: dcb@Hawaii.edu

E-mail for proposal submission: dcb@Hawaii.edu

  • Resumo Summary

    Uma posição de pós-doutorado está disponível no Departamento de Anatomia do Instituto de Ciências Biomédicas (ICB) da Universidade de São Paulo (USP). Como parte de nosso projeto de pesquisa financiado pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP), o objetivo é investigar as bases neurais da avaliação de risco (RA), um componente central do padrão de resposta defensiva à ameaça ou ao perigo, especialmente proeminente quando a fonte de ameaça ou a situação é ambígua.

    Avaliação de risco exagerada ou aberrante é funcionalmente semelhante à ruminação, um padrão de pensamento persistente, negativo, auto-referencial e ineficaz sobre problemas potenciais ou ameaças que são comuns na ansiedade e na depressão e que pode ser um fator responsável pelos altos níveis de comorbidade entre esses dois distúrbios.

    Como a ansiedade e a depressão tipicamente se manifestam em uma idade relativamente precoce e são frequentemente crônicas, elas são altamente prevalentes em todo o mundo. O foco desse projeto nos sistemas neurais subjacentes à AR deve fornecer uma melhor compreensão desse processo cognitivo/emocional específico que é potencialmente afetado em ambas as condições, e sugerir abordagens mais específicas para o tratamento.

    Sistemas cerebrais subcorticais ativados por ameaças de predadores ou coespecíficos foram sistematicamente delineados no laboratório do Prof. Newton Canteras, em São Paulo, juntamente com conexões ascendentes desse sistema para uma rede cortical envolvida no processamento de memória de medo predador. Trabalhos colaborativos (Blanchard e Canteras) indicam que presas confrontadas com predadores “ambíguos”, com os quais eles têm apenas uma história evolutiva distante, mostram níveis muito mais altos de AR e muito menos outros comportamentos de defesa, como fuga e congelamento.

    Interessantemente, o padrão mobiliação de estruturas subcorticais obervados em animais expostos à predadores “ambíguos” são semelhantes, mas não idêntico àquele visto com predadores co-evoluídos. Este projeto utilizará uma variedade de técnicas moleculares, incluindo a expressão de c-fos, e inativação fármaco e optogenética de estruturas relevantes para rastrear os sistemas envolvidos na AR de Ratus norvegicus a um predador não co-evoluído, uma serpente.

    Além disso, comparações entre os padrões dedo ritmo teta e ao comportamento de avaliação de risco, associado a rápida inativação de sítios específicos de sítios neurais selecionados devem melhorar a compreensão da evolução temporal e dos sistemas neurais relacionados ao ritmo teta e à avaliação de risco, ambos potenciais biomarcadores de ansiedade.

    Habilidades do candidato

    Para este projeto, as habilidades relevantes do candidato incluem a análise comportamental, bem como uma série de técnicas moleculares e eletrofisiológicas, juntamente com um interesse em reforçar a validação de modelos animais para o comportamento humano e psicopatologia. 

    A postdoctoral position in São Paulo, Brazil, is available in the Department of Anatomy at the Institute of Biomedical Sciences – University of São Paulo. As part of our research grant funded by the Sao Paulo Research Foundation (FAPESP), the aim of the project is to investigate the neural basis of risk assessment (RA), a core component of the evolved defensive response pattern to threat or danger, especially prominent when the threat source or situation is ambiguous or complex.

    Exaggerated or aberrant RA is functionally similar to rumination, a pattern of persistent, negative, self-referential, and ineffective thinking about potential problems or threats that is common in both anxiety and depression and may be a factor in the high levels of comorbidity between these two disorders.

    Because anxiety and depression typically manifest at a relatively early age and are often chronic, they constitute an extraordinary illness burden throughout the world. The focus of this project on neural systems underlying RA should provide improved understanding of this specific cognitive/emotional process that is frequently disordered in both conditions, and suggest more specific approaches to treatment.

    Subcortical brain systems activated by predator (cat) or conspecific attacker threat have been systematically outlined in the laboratory of Prof. Newton Canteras, in São Paulo, along with ascending connections from this system to a cortical network with a critical role in processing predator fear memory. Recent collaborative work (Blanchard and Canteras) indicates that prey confronted with “ambiguous” predators, with which they have only a distant evolutionary history, show much higher levels of RA and many fewer flight or freezing defenses: The associated subcortical activity patterns are similar but not identical to those seen to coevolved predators.

    Accordingly, this project will use a variety of molecular techniques including c-fos expression, and both chemical and optogenetic inactivation of relevant structures, to track the systems involved in RA of R. norvegicus to a non-coevolved snake predator. Also, time-based comparisons of RA and theta oscillation patterns in conjunction with rapid on-set – off-set inactivation within these systems should enhance understanding of the temporal and neural systems relationships between theta and RA, both potential biomarkers of anxiety.

    Candidate Skills

    For this project, relevant applicant skills include behavior analysis as well as an array of molecular and electrophysiological techniques, along with an interest in strengthening the validity of translation from animal models to human behavior and psychopathology.

    This opportunity is open to candidates of any nationalities. The selected candidate will receive a FAPESP’s Post-Doctoral fellowship in the amount of BRL 7,373.10 monthly and a research contingency fund, equivalent to 15% of the annual value of the fellowship which should be spent in items directly related to the research activity.