Chamadas em Colaboração

FAPESP/NSFC – Fundação Nacional de Ciências Naturais da China English version

Programa de Cooperação Internacional para o Desenvolvimento Sustentável (SDIC) – Edital de 2022

Orientação para pesquisadores(as) do estado de São Paulo

Pelo acordo de cooperação entre a FAPESP e a Fundação Nacional de Ciências Naturais da China (NSFC), pesquisadores do estado de São Paulo e pesquisadores da China podem submeter projetos de pesquisa colaborativa às duas instituições. Propostas podem ser submetidas até 23 de junho de 2022


Data de encerramento:

23 de junho de 2022

Modalidades de apoio na FAPESP:

Auxílio à Pesquisa Regular – APR e Projeto Temático, com as excepcionalidades descritas no anúncio da oportunidade abaixo

Duração máxima do projeto:

Excepcionalmente, até 36 meses para APR e Projeto Temático

Elegibilidade:

Conforme critérios disponíveis na modalidade de apoio escolhida. Apenas para Projetos Temáticos, a consulta de elegibilidade à FAPESP é obrigatória

Submissão:

A proposta conjunta deve ser submetida pelo parceiro de pesquisa com sede na China ao NSFC, e pelo pesquisador com sede em São Paulo à FAPESP

Contato:

Chamada-nsfc@fapesp.br (FAPESP) e rongnh@nsfc.gov.cn ou tangrd@nsfc.gov.cn (NSFC)


Diretrizes para elaboração e envio de propostas por pesquisadores do estado de São Paulo à FAPESP estão disponíveis abaixo. É importante que os pesquisadores consultem a Chamada completa na página web do NSFC, disponível em https://bic.nsfc.gov.cn/Show.aspx?AI=1623

1. Escopo

1.1 Com o tema "Dinâmica do sistema de meio ambiente humano e ODS da ONU", a NSFC lançou o Programa de Cooperação Internacional para o Desenvolvimento Sustentável (SDIC), que visa um esforço global por um futuro sustentável. Este programa se baseia no entendimento de que a compreensão sistemática das sinergias e conflitos entre os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) é de grande importância para o equilíbrio das dimensões econômica, social e ambiental do desenvolvimento sustentável e para a realização definitiva dos próprios ODS.

1.2 No âmbito deste programa, a FAPESP e a NSFC promoveram um workshop conjunto em novembro de 2021, chamado "A Sinergia da Pesquisa sobre Mudanças Climáticas na China e no Brasil", com apresentação de cientistas de ambos os países envolvidos em ações de combate às mudanças climáticas e seus impactos nos dois países. Veja aqui a página do workshop, com todas as apresentações disponíveis.

1.3 Para o ano de 2022, o programa SDIC lança, em parceria com diversas agências de financiamento internacionais (incluindo a FAPESP), o edital sobre o tema: A dinâmica do sistema da terra e sua relação com o desenvolvimento sustentável.

2. Temas prioritários

2.1 Os projetos que contemplam os temas abaixo terão prioridade para o financiamento:

A resposta e a gestão adaptativa do ecossistema às mudanças climáticas

a) Evolução da biodiversidade, estrutura, função, serviços de ecossistemas sob a influência das mudanças climáticas e das atividades humanas.

b) Feedbacks recíprocos entre ecossistemas e sistemas climáticos, sequestro de carbono em ecossistemas florestais e agrícolas e seus mecanismos regulatórios.

c) Mecanismos de impacto da poluição atmosférica e eventos climáticos extremos no ciclo acoplado de carbono, nitrogênio e água nos ecossistemas; resposta do sistema alimentar às mudanças climáticas e ao aumento da concentração de gases de efeito estufa atmosféricos.

d) Respostas dos ciclos de carbono, nitrogênio e fósforo nos ecossistemas de florestas tropicais ao aquecimento global, especialmente o padrão do sumidouro de carbono e seu potencial de afundamento de carbono de florestas tropicais em diferentes cenários de mudança climática, e a avaliação da estabilidade e do risco de inflexão do afundamento de carbono das florestas tropicais.

e) Processo de acumulação de carbono e seus efeitos em turfas tropicais, e o impacto das emissões de metano das turfas na concentração de metano atmosférico holoceno.

Os impactos das mudanças climáticas nos ecossistemas, incluindo áreas costeiras, ecossistema agroflorestal e saúde humana e sua resposta.

f) Resiliência e adaptabilidade das cidades às mudanças climáticas, com base em soluções naturais, incluindo heterogeneidade espacial dos efeitos das ilhas de calor urbano, exposição térmica de diferentes grupos urbanos vulneráveis, planejamento espacial da infraestrutura verde urbana.

g) Respostas, feedbacks e previsão de mudanças dos sistemas oceânicos no contexto das mudanças globais, incluindo o papel das ondas oceânicas nos fluxos globais de energia do ar marinho e dos fluxos de calor, a melhoria dos modelos acoplados oceano-atmosfera, o desenvolvimento de sistemas de simulação e previsão climática; o estudo da relação entre o oceano aberto e os processos costeiros, ou seja, o impacto das mudanças climáticas na mudança do nível do mar costeiro, a intrusão da água salgada e desastres meteorológicos marinhos extremos.

h) Previsão de mudanças futuras e média de risco de eventos climáticos extremos. Para a China e o Brasil, desenvolver tecnologias e métodos de previsão para diferentes períodos de tempo no futuro, fazer previsão refinada de mudanças futuras e riscos de eventos climáticos extremos na escala regional, melhorar a precisão das previsões para apoiar a adaptação e o desenvolvimento sustentável da região.

i) Processos de dissipação de carbono da prateleira do mar. Comparar os principais processos e mecanismos regulatórios de sequestro de carbono e armazenamento de carbono nos ecossistemas costeiros da China e do Brasil (mar de prateleira), melhorar a precisão da avaliação do sequestro costeiro de carbono e capacidade de armazenamento de carbono e explorar o impacto das mudanças climáticas e das atividades humanas no sequestro de carbono e na capacidade de armazenamento de carbono dos ecossistemas marítimos de prateleira.

j) Pesquisas comparativas sobre os padrões de variação das monções da Ásia Oriental e das monções sul-americanas e as projeções de mudança em diferentes cenários de elevação da temperatura, melhoram a precisão da previsão das mudanças climáticas nas duas regiões das monções, incluindo precipitação extrema e temperatura extrema, e estudam a resposta à mudança.

2.2 Descrições mais detalhadas dos temas podem ser encontradas na Chamada completa, disponível em https://bic.nsfc.gov.cn/Show.aspx?AI=1623.

3. Financiamento

3.1 Os custos previstos pela equipe de pesquisa sediada no estado de São Paulo serão cobertos pela FAPESP. O orçamento solicitado à FAPESP deve ser elaborado com base nas normas relacionadas à modalidade de apoio da FAPESP escolhida (Auxílio à Pesquisa Regular ou Projeto Temático). O limite orçamentário do lado da FAPESP para esta Chamada é, excepcionalmente, de até R$ 450.000,00 para Auxílio à Pesquisa Regular, e de até R$ 1.700.000,00 para Projetos Temáticos.

3.2 A NSFC cobrirá os custos incorridos pela equipe sediada na China, de acordo com suas próprias regras de financiamento. Pesquisadores de um terceiro Estado ou país podem ser incluídos na proposta como parceiros do projeto de pesquisa, com seus custos cobertos através de recursos próprios. O limite de orçamento do lado do NSFC é de até US$ 100.000,00 para o projeto de capacitação que oferece seed money para possibilitar pesquisas colaborativas, mobilidade de pesquisadores, networking, workshops, treinamento, trabalho de campo e etc. (equivalente a um Auxílio à Pesquisa Regular na FAPESP) e até US$ 300.000,00 para projetos que abordem aspectos-chave dos desafios aos ODS por meio de pesquisa conjunta (equivalente a um Projeto Temático na FAPESP).

3.3 Os candidatos não precisam solicitar os mesmos valores a ambas as agências. A diferença de valores deve refletir os itens cobertos por cada agência e preços locais. Espera-se que as propostas apresentem uma parceria equilibrada não especificamente em termos monetários, mas em esforços equivalentes de pesquisa de cada uma das equipes.

4. Modalidade de Apoio na FAPESP

4.1 As modalidades de apoio para essa oportunidade na FAPESP serão Auxílio à Pesquisa Regular (https://fapesp.br/apr) ou Projeto Temático (https://fapesp.br/tematico), e seguirão as regras da modalidade escolhida pelo requerente, com excepcionalidade de duração (até 36 meses para ambas as modalidades) e limite orçamentário (conforme descrito no item 3.1 acima).

Além disso, excepcionalmente para essa Chamada, serão consideradas potenciais simultaneidades de Auxílios à Pesquisa Regular e de Projetos Temáticos para um mesmo Pesquisador Responsável. No caso de Projetos Temáticos, a concomitância de projetos deverá ser justificada na consulta de elegibilidade (item 5 abaixo).

5. Elegibilidade para submissão de propostas

5.1 O pesquisador responsável do estado de São Paulo deve consultar a FAPESP sobre sua elegibilidade para submissão de propostas de Projetos Temáticos. Para submissão de propostas de Auxílios à Pesquisa Regular, a consulta não é necessária.

5.2 As consultas de elegibilidade devem ser enviadas exclusivamente através do Sistema SAGe, através do Menu "Nova Proposta Inicial" > "Chamadas Vigentes" > "NSFC – Projeto Temático" > "Chamada 2022". As seguintes informações devem ser fornecidas, anexando os documentos apropriados quando indicado:

a) Título e resumo do projeto, indicando a duração da proposta a ser apresentada;

b) Súmula Curricular do Pesquisador do estado de São Paulo (conforme descrito em fapesp.br/en/6351);

c) Lista de projetos ou propostas atuais da FAPESP em análise, justificando qualquer potencial simultaneidade;

d) Nome e Instituição do Pesquisador Responsável parceiro no exterior;

e) Tempo estimado a ser gasto no projeto pelo Pesquisador do estado de SP (horas/semana).

5.3 Importante: As consultas de elegibilidade serão respondidas dentro de um período de até 14 dias úteis após o envio da solicitação de análise à FAPESP.

5.4 Os pesquisadores considerados elegíveis para a Chamada receberão instruções para submissão da proposta completa via diligência através do SAGe. A proposta completa deve ser apresentada até 23 de junho de 2022.

5.5 Propostas de Auxílio à Pesquisa Regulares não exigem uma análise de elegibilidade. Todos os documentos obrigatórios solicitados no SAGe devem ser enviados até 23 de junho de 2022.

6. Submissão à FAPESP

6.1 A proposta conjunta deve ser apresentada pelo Pesquisador Responsável em São Paulo através do SAGe e pelo parceiro de pesquisa da NSFC (ou Pesquisador Responsável na Instituição parceira) pelo ISISN.

6.2 Importante: O pesquisador parceiro chinês também deve criar um login completo no sistema SAGe. Esse registro é necessário para que o pesquisador chinês possa confirmar sua participação na proposta no SAGe.

6.2.1 O pesquisador parceiro deve preencher todos os campos marcados como obrigatórios, ou seu registro não será localizado para que possa ser indicado como Pesquisador Parceiro na proposta.

6.2.2 Após ter sido indicado como participante da proposta de pesquisa, o pesquisador parceiro chinês deve confirmar a participação no projeto no SAGe.

6.2.3 No próprio SAGe, no link “Manuais”, é possível encontrar documentos que orientam o cadastramento de usuários.

7. Submissão à NSFC

7.1 Os candidatos chineses devem submeter uma inscrição on-line completa ao Sistema de Informação científica (ISISN) baseado na Internet do NSFC, disponível em (isisn.nsfc.gov.cn/egrantweb/). Informações específicas sobre como aplicar ao NSFC podem ser encontradas na Chamada completa, disponível em https://bic.nsfc.gov.cn/Show.aspx?AI=1623.

8. Como elaborar sua proposta de pesquisa

8.1 A proposta deve conter um projeto de pesquisa (Case for Support) escrito e concebido conjuntamente pelos pesquisadores da China e de São Paulo, que deverá ser submetido à FAPESP e ao NSFC.

8.2 O projeto de pesquisa deve descrever com clareza e objetividade a colaboração planejada (distribuição de tarefas e métodos de implementação), bem como os benefícios que se espera alcançar com a colaboração.

8.3 O projeto de pesquisa deve ser escrito em inglês e seguir a orientação das diretrizes da FAPESP para a modalidade de apoio escolhida sobre o formato e número de páginas.

9. Critérios e Princípios para Seleção de Projetos

9.1 Os projetos devem abordar as múltiplas dimensões da sustentabilidade de forma integrada (atender a dois ou mais ODS);

9.2 A pesquisa deve focar nas questões científicas em suas respectivas áreas e também tratar dos desafios científicos do desenvolvimento sustentável, e focar especificamente na dinâmica dos sistemas meio ambiente-social-econômico e na interação entre o sistema ambiental e o sistema social para a realização de ODS nos países em desenvolvimento;

9.3 Os projetos devem buscar a excelência da pesquisa, especialmente ideias, metodologias e abordagens inovadoras;

9.4 Os projetos devem dar foco específico à formação de jovens pesquisadores e à construção de parcerias internacionais (especialmente a cooperação multilateral);

9.5 As equipes do projeto devem ser internacionais em composição e fornecer valor agregado, trabalhando além dos limites disciplinares.

10. Análise e Seleção

10.1 Os proponentes devem respeitar o procedimento de avaliação descrito pela NSFC e pela FAPESP. Propostas que não cumpram os requisitos da NSFC e da FAPESP neste edital não serão elegíveis para análise de mérito e serão imediatamente notificadas de sua desqualificação. As propostas consideradas elegíveis para esta oportunidade serão avaliadas por meio de um procedimento de três etapas:

I. FAPESP e NSFC prosseguirão com uma análise por pares por assessores ad hoc, de acordo com os procedimentos padrão de cada instituição. O sistema de análise utilizado pela FAPESP está disponível em fapesp.br/analise;

II. Seus pareceres irão corroborar para a análise das propostas pela Coordenação Científica da FAPESP (coordenadores da área e coordenadores adjuntos);

III. A recomendação final dessas coordenações será revista em conjunto pelas duas agências, que reportarão os resultados aos pesquisadores de ambos os países ao mesmo tempo.

10.2 A recomendação de financiamento é definitiva e, portanto, não haverá reconsideração.

11. Como encontrar pesquisadores parceiros em São Paulo

11.1 A FAPESP mantém um banco de dados on-line (BV FAPESP - Biblioteca Virtual da FAPESP) com todos os Auxílios e Bolsas financiados, em todas as áreas do conhecimento. Pesquisas podem ser feitas nos perfis dos pesquisadores e seus projetos concedidos, referências de artigos científicos, instituições sedes, programas, temas e outros.

12. Detalhes de contato

12.1 Perguntas específicas à FAPESP sobre esta Chamada podem ser enviadas à chamada-nsfc@fapesp.br

12.2 Perguntas específicas à NSFC sobre esta oportunidade de financiamento podem ser enviadas ao Sr. RONG Nianhe, rongnh@nsfc.gov.cn ou ao Sr. TANG Rongda, tangrd@nsfc.gov.cn.


Página atualizada em 29/04/2022 - Publicada em 20/04/2022