Releases

Capital catalã recebe pesquisadores brasileiros durante FAPESP Week Barcelona

As similaridades existentes entre São Paulo e a Catalunha, região mais desenvolvida e que concentra em torno de 25% da produção científica da Espanha, vão ser objeto de debates durante a próxima edição da FAPESP Week, que reunirá pesquisadores brasileiros e espanhóis nos dias 28 e 29 de maio, no Sant Pau Art Nouveau Sit e, em Barcelona, Capital da comunidade autônoma da Catalunha.

Realizado pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) em parceria com os Centres de Recerca de Catalunya (CERCA), o evento pretende reforçar as ligações entre cientistas de São Paulo e da Catalunha, fomentando parcerias para novas pesquisas, em diversas áreas do conhecimento, incluindo nanotecnologia, fotônica, genômica e saúde. Um debate sobre os impactos sociais da pesquisa também fará parte do programa.

A FAPESP Week Barcelona acontecerá no Centro de Estudos Sant Pau, um edifício histórico que reúne diferentes instituições nas áreas de sustentabilidade, saúde e educação, com projetos e programas próprios, além de parcerias para estudos orientados ao enfrentamento de desafios sociais contemporâneos, por meio da interação entre seto res acadêmicos, econômicos e sociais.

A agenda do evento será composta por reuniões de pesquisa no dia 28, fechadas ao público, que terá acesso às palestras do dia 29, iniciadas com a apresentação de Antonio Castro Neto, do Centre for Advanced 2D Materials and Graphene Research Centre, da National University of Singapore. O pesquisador brasileiro, que também está à frente do Centro de Pesquisas Avançadas em Grafeno, Nanomateriais e Nanotecnologia (MackGrafe) da Universidade Presbiteriana Mackenzie (UPM) – um projeto temático apoiado pela FAPESP dentro do programa SPEC (São Paul o Excellence Chairs) –, vai falar sobre as pesquisas coordenadas por ele e os avanços obtidos nos últimos anos em materiais bidimensionais, grafeno e fosforeno.

Em seguida, serão apresentados e discutidos trabalhos em nanotecnologia e fotônica. Niek Hulst, do Instituto de Ciências fotônicas (ICFO), falará sobre trabalhos fotônicos voltados para a sociedade; Pablo Ordejón, diretor do Instituto de Nanociências e Nanotecnologia (ICN2), falará sobre pesquisas com nanodispositivos e suas mudanças na sociedade; Carlos Frederico de Oliveira Graeff, da Universidade Estadual Paulista (UNESP) de Bauru, abordará novas ferramentas para caracterização de semicondutores orgânicos; e Hugo Luis Fragnito, do Instituto de Física Gleb Wataghin, da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), falará sobre comunicações ópticas e moderadores fotônicos integrados.

A moderação dos debates na parte da manhã será feita por Laura Lechuga, do ICN2, e Hugo Figueroa, da Faculdade de Engenharia Elétrica e de Computação da Unicamp.

À tarde, as discussões serão sobre genômica e saúde humana, com Luis Serrano, diretor do Centro de Regulação Genômica (CRG); Joan Guinovart, diretor do Instituto de Investigação biomédica de Barcelona (IRB); Anamaria Aranha Camargo, do Centro de Oncologia Molecular do Hospital Sírio-Libanês; e Maria José Soares Mendes Giannini, da UNESP de Araraquara. Serão tratados temas como química, biologia e estruturas, genômica do câncer e medicina personalizada, novas moléculas e biofilmes antifúngicos, entre outros. A moderação do painel será de Anna Bigas, do Instituto Hospital del Mar de Investigações Médicas (IMIM).

Ainda na parte da tarde, uma sessão sobre os impactos sociais da pesquisa terá, como debatedores, Marta Solé Gallart, da Universidade de Barcelona, Albert Esteve, do Centro de Estudos Demográficos (CED) da Universidade Autônoma de Barcelona, e Leandro Medrano, da Universidade de São Paulo (USP), com mediação de Ada Ferrer, vice-diretora de programas acadêmicos da Barcelona Graduate School of Economics (GSE).

O programa terá encerramento com a palestra do diretor científico da FAPESP, Carlos Henrique de Brito Cruz, que abordará a produção científica e tecnológica no Estado de São Paulo e os programas de apoio à pesquisa mantidos pela Fundação, além das parcerias internacionais para pesquisa.

Cooperação científica

É a segunda vez que a Espanha recebe uma edição da FAPESP Week. Em 2012, a Fundação realizou o Fronteras de la Ciencia – Brasil y Espanha en los 50 años de la FAPESP, nas cidades de Salamanca e Madri, como parte das comemorações de seus 50 anos.

Desde então, a produção científica em parceria entre universidades em São Paulo e na Espanha tem se fortalecido, sendo objeto de discussões tanto pelas características complementares em sua produção quanto pelas perspectivas de avanço, por meio de pesquisas conjuntas.

Desde 2011, a FAPESP mantém acordos de cooperação com instituições de ensino e pesquisa da Espanha, a fim de apoiar projetos de pesquisa desenvolvidos em conjunto por pesquisadores daquele país com seus pares no Estado de São Paulo, envolvendo intercâmbio de professores e alunos, em todas as áreas do conhecimento.

A colaboração da FAPESP com a Espanha tem crescido em ritmo acelerado, e envolve atualmente acordos de cooperação com a Universidade de Girona (UdG), a Universidade Complutense de Madrid e a Universidade de Salamanca.

Com a Agencia Estatal Consejo Superior de Investigaciones Cientificas (CSIC), a FAPESP mantém um memorando de entendimento com o intuito de apoiar a preparação conjunta de chamadas de propostas de pesquisa, promover o intercâmbio de pesquisadores e estudantes e apoiar o compartilhamento público de informações técnicas disponíveis e os resultados das investigações.

Ao todo, já foram feitas três chamadas de propostas conjuntas de projetos de pesquisa, com 23 projetos aprovados e em andamento. Com a Catalunha, que tem hoje 12 universidades, das quais nove públicas e três privadas, a perspectiva é de que o evento permita futuros acordos de cooperação. A região autônoma também possui 36 institutos universitários de pesquisa, 47 Centros de Pesquisa vinculados ao governo catalão por meio do CERCA, e 21 ao Conselho Superior de Pesquisas Científicas (CSIC, na sigla em espanhol).

Para Celso Lafer, presidente da FAPESP, a presença da Catalunha entre os acordos da Fundação com instituições da Espanha é essencial, por sua importância no contexto da pesquisa em nível internacional.

“Em ciência, assim como o Brasil é um parceiro importante para a Espanha, as similaridades entre São Paulo e a Catalunha, em termos econômicos e de produção científica, tornam natural uma aproximação entre suas instituições e pesquisadores. A partir da FAPESP Week Barcelona poderão surgir novos acordos de cooperação para a realização de pesquisas conjuntas, cujos resultados devem ser compartilhados não apenas entre nossos países, mas internacionalmente, em todas as áreas do conhecimento”, diz.

Carlos Henrique de Brito Cruz, diretor científico da Fundação, também considera que a realização do evento em Barcelona é um importante passo na aproximação da produção científica de São Paulo e da Catalunha.

“A FAPESP Week Barcelona vai contribuir para aumentar a visibilidade da produção científica paulista e criar oportunidades para a realização de pesquisas conjuntas entre São Paulo e a Catalunha. As duas regiões estão entre as que mais produzem conhecimento em toda a Ibero-américa, e essa similaridade deve contribuir para que sejam feitos trabalhos conjuntos de alto impacto”.

O diretor do Centres de Recerca de Catalunya (CERCA), Lluís Rovira, acredita que a FAPESP Week Barcelona é uma oportunidade para somar esforços em busca de um bem comum entre instituições dos dois lados do Atlântico.

“Pretendemos aumentar a colaboração científica entre pesquisadores na Catalunha e em São Paulo, em diferentes áreas, como genômica, energias renováveis, nanociências, novos materiais, aplicações em laser, meio-ambiente e biomedicina. Queremos desenvolver um aprendizado conjunto, da construção e gestão de equipamentos Síncrotron ao uso de diferentes fontes de financiamento de pesquisas, no intercâmbio de boas práticas de gestão e avaliação de pesquisa, incluindo desafios para novos projetos de pesquisa colaborativa.”

A programação completa do evento pode ser conferida no endereço https://fapesp.br/week2015/barcelona/. A participação no dia 29 é aberta ao público, mediante inscrição.

Sobre a FAPESP

Criada em 1962, a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) está entre as mais importantes agências de fomento à Ciência e Tecnologia do Brasil. Mantida pela transferência de 1% das receitas tributárias do Estado de São Paulo, a FAPESP seleciona e apoia projetos de investigação apresentados por pesquisadores ligados a instituições de ensino superior e pesquisa no Estado de São Paulo em todas as áreas do conhecimento – ciências, tecnologia, engenharia, artes e humanidades.

A seleção de projetos é feita com base na revisão por pares (peer review), metodologia que utiliza pareceres emitidos por pesquisadores brasileiros e estrangeiros não vinculados à Fundação. A FAPESP também apoia pesquisas em áreas consideradas estratégicas para o Brasil, por meio de programas em grandes temas, como biodiversidade, mudanças climáticas e bioenergia.

Em 2014, a Fundação desembolsou R$ 1,2 bilhão (aproximadamente US$ 490 milhões) para apoio a projetos de pesquisa científica e tecnológica. Mais informações em www.fapesp.br.

Sobre o Centres de Recerca de Catalunya (CERCA)

Voltado para o desenvolvimento do sistema de centros de pesquisa da Catalunha, o CERCA busca fomentar a cooperação estratégica para melhorar o posicionamento, a visibilidade e o impacto das pesquisas realizadas nesses centros, buscando aumentar sua presença internacional. Além disso, promove a adoção de políticas comuns em gestão da pesquisa, desenvolvimento científico e transferência de conhecimento.

A instituição também contribui para o reforço da cooperação e intercâmbio científico com diversos centros de pesquisas e universidades do mundo, fomentando pesquisa interdisciplinar, programas transversais, mobilidade dos pesquisadores, incluindo recrutamento e retenção de talentos em nível internacional. Mais informações: http://cerca.cat

FAPESP Week Barcelona

Data: 28 e29 de maio de 2015

Local: Barcelona (Centro de Estudos Sant Pau)

Inscrições: https://fapesp.br/eventos/week2015/barcelona_registration

Programa: https://fapespweekbarcelona2015.sched.org/

Mais informações: https://fapesp.br/week2015/barcelona/

Informações para a Imprensa:

Gerência de Comunicação da FAPESP / Assessoria de Comunicação

Samuel Antenor – +55 11 3838-4381

Fernando Cunha – +55 11.3838-4151