Região de Umbria quer ampliar colaboração de pesquisa no Estado de São Paulo

Região de Umbria quer ampliar colaboração de pesquisa no Estado de São Paulo

Senador italiano, membro das Comissões de Indústria, Comércio e Turismo, visita a FAPESP (esq. p/dir: Krieger, Longo, Goldemberg e Souza/ foto: F.Cunha/FAPESP)

A cooperação científica e tecnológica entre cientistas italianos e pesquisadores no Estado de São Paulo, com foco na pesquisa biomédica e sobre o câncer, foi o tema da visita à FAPESP do senador da República da Itália Fausto Guilherme Longo, membro das Comissões de Indústria, Comércio e Turismo e de assuntos relativos a cidadãos italianos que vivem no exterior, em 30 de janeiro.

Acompanhado pelo professor Carmino Antonio de Souza, secretário de Saúde de Campinas, São Paulo, e membro do Conselho Superior da Fundação, o senador foi recebido por José Goldemberg, presidente da FAPESP, e por Eduardo Moacyr Krieger, vice-presidente.

No encontro, Longo destacou a cooperação em andamento entre a região de Umbria, na Itália, e a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) para instalação de um hospital dedicado ao atendimento de pacientes, ao ensino e à pesquisa sobre o câncer no campus da Unicamp.

O senador explorou também a possibilidade de estabelecer um acordo de cooperação entre a Universidade de Perugia, na mesma região italiana, e a FAPESP, para o desenvolvimento de projetos científicos e tecnológicos em parceria, com ênfase na área de biomedicina, e de criar um polo de pesquisa colaborativa de interesse comum aos dois países na Unicamp.